Close Window

Análise Espacial das Mudanças na Cobertura e Uso da Terra em Santarém e Belterra, Pará, Brasil. Armadilhas Metodológicas Associadas

Williams Castro, UFPA, williamscastro@yahoo.com.br (Presenting)
Álvaro D'Antona, Unicamp, adantona@indiana.edu
Mateus Batistella, Embrapa, mb@cnpm.embrapa.br

Através de um estudo de caso, indicamos como a delimitação da área de estudo pode influenciar o resultado de análises multiescalares em processos espaciais de mudanças na cobertura e uso da terra na Amazônia. Partindo dos limites dos municípios de Santarém e Belterra no oeste do Estado do Pará, definimos três níveis de delimitação da área de estudo. O primeiro nível abrange uma região que foi arbitrariamente definida e denominada sub-região de Santarém e Belterra. O segundo nível, uma parte do primeiro, corresponde ao limite do entorno de lotes estabelecidos pelo INCRA na década de 1970, tratando-se portanto de uma área de ocupação consolidada. O terceiro nível corresponde às zonas de influência de quatro eixos viários inseridos dentro da área de ocupação consolidada, subdivididos em subáreas norte e sul, num total de oito subáreas do segundo nível de delimitação. Para cada nível, aplicamos métricas de paisagem sobre mapeamentos temáticos do satélite Landsat obtidos para os anos de 1986 a 2005 e as associamos com dados sociodemográficos obtidos em levantamentos realizados em 2003. Os resultados mostram que as peculiaridades da dinâmica de ocupação em cada nível permitem melhor identificar padrões e processos na composição da estrutura da paisagem. Os dados obtidos para os três níveis de delimitação são complementares, possibilitando uma compreensão mais abrangente do que aquela que se poderia obter pelo estudo de um único nível.

Science Theme:  LC (Land Use and Land Cover Change)

Presentation Type:  Poster

Abstract ID: 85

Close Window