Close Window

Caracterização Biogeoquimica do rio Urupá, Rondônia

Marcos Alexandre Bolson, CENA - Centro de Energia Nuclear na Agricultura (USP), mbolson@cena.usp.br (Presenting)
Nei Kavaguichi Leite, UNIR - Universidade Federal de Rondônia, nkleite@gmail.com
Sergio Candido Gouveia Neto, CENA - Centro de Energia Nuclear na Agricultura (USP), sneto@cena.usp.br
Alex Vladmir Krusche, CENA - Centro de Energia Nuclear na Agricultura (USP), alex@cena.usp.br
Nilton Bonelle, CEULJI/ULBRA – Centro Universitário Luterano de Ji-paraná, nbonelle@gmail.com
Beatriz Machado Gomes, UNIR - Universidade Federal de Rondônia, beatriz@unir.br

O estado de Rondônia possui hoje o 8º maior rebanho bovino do país. Essa característica o torna um estado essencialmente pecuarista, muito embora já se perceba um avanço na atividade agrícola extensiva. Em termos de impacto ambiental, a pecuária é extremamente agressiva, pois nas práticas de manejo do gado era comum a conversão direta da floresta em pastagem e consecutivas queimas nos primeiros anos para a limpeza da biomassa remanescente da floresta. Este trabalho tem como objetivo a avaliação de possíveis alterações na composição química das águas do rio Urupá mediante áreas que conservam características naturais e áreas com elevado grau de perturbação. Para tal, a bacia foi dividida, com auxílio de técnicas de geoprocessamento, em unidades de drenagem para cada ponto coletado e determinado através destas, características como área de drenagem, percentual de pastagem e tipos de solos. Em cada unidade de drenagem foram analisadas as concentrações dos íons maiores (Na+, K+, Mg2+, Ca2+, NH4+, Cl-, NO2-, NO3-, SO42- e PO43-), carbono orgânico e inorgânico dissolvidos (COD e CID) e a razão isotópica do CID (delta13C). Em geral, os resultados mostraram que à medida que a área de drenagem aumenta (aumentando o percentual de pastagem), a concentração do CID e íons maiores dissolvidos aumentam consideravelmente, elevando o valor mediano em até seis vezes para Ca2+ e Mg2+ e em cinco vezes para o CID. No entanto, quanto à sazonalidade, os íons maiores e o CID tiveram concentrações maiores no período de seca. As análises de delta13C do CID revelaram também que as maiores proporções de CO2 dissolvido no período de cheia, podem ter origem na oxidação da matéria orgânica dissolvida. Os valores medianos detectados nos pontos à jusante se mantiveram mais próximos aos esperados para os de plantas C4 (pastagem) (-9,07‰), enquanto que o ponto mais a montante, mantém valores baixos ( - 17,6‰), característico de plantas C3.

Science Theme:  ND (Nutrient Dynamics)

Presentation Type:  Poster

Abstract ID: 114

Close Window