Fechar Janela

CD-30 Resumo

Mesoclima e efeitos da mudança do uso da terra na troca de carbono na Amazônia.

Otávio C Acevedo — UFSM - Universidade Federal de Santa Maria (SA-PI)
Julia Clarinda Paiva Cohen — Faculdade de Meteorologia - UFPA (SA-PI)
David Roy Fitzjarrald — State University of New York, Albany (US-PI)
Antonio Manzi — INPA (SA-PI)
Osvaldo Luiz Leal de Moraes — UFSM - Universidade Federal de Santa Maria (SA-PI)
Maria Assunção Faus da Silva Dias — IAG/USP (SA-PI)

O estudo proposto pelo CD-30 pode ser divididos em quatro tarefas:

1) Completar as análises de dados e desenvolver os bancos de dados das observações do CD-03, LBA-ECO.

2) Analisar as estimativas de carbono líquido do ecosistema e a trocas de energia na Amazônia: Uma metodologia que relaciona as medidas diretas da estrutura da copa com a penetração da luz e do momentum do ar dentro da copa é proposta. Isto nos permitirá que propiedades volumétricas da floresta possam ser estimadas através de medidas físicas. Um plano para o discernimento das medidas do regime de vento dentro da copa é descrito. Há também a necessidade de colaborações para o desenvolvimento de um modelo que acopla a previsão da intensidade do escoamento de ar dentro da copa e estimativas de respiração do solo para determinar a advecção horizontal de CO2.

3) Determinação do impacto regional da conversão de pasto para plantações de arroz e soja na região de Tapajós PA, BR. Finalizar a análise da trocas de carbono e vapor d’água em um produtivo sítio agrícola é proposto. Métodos anteriormente desenvolvidos pelo grupo para estimar os fluxos tubulentos noturnos serão aplicados em sítios experimentais que não possuem instrumentos adequados para os cálculos dos fluxos.

4) Examinar as influências mesoclimáticas na rede de dados do LBA-ECO e outras redes devido à proximidade do rios amazonicos. Um foco especial será deteminar quais são os efeitos atuais e como estes efeitos poderão ser afetados pela mudança do uso da terra. Este estudo tem o objetivo de incorporar as observações mesoclimáticas de Santarém e expandir o método para incluir os sítios das torres de fluxos. Também, dados das estações meteorológicas da rede brasileira serão adquiridas. O grau de proximidade entre o rio e a estação que afeta as medias climatológicas de chuva, velocidade do vento, radiação solar, e temperatura será determinada. Um banco de dados será preparado para ajudar modelos de mesoescala para quantificar este efeito.

Close Window