Fechar Janela

ND-06 Resumo

Dinâmica do Nitrogênio e Fósforo nas Florestas e Florestas Convertidas na Bacia Amazônica: Uma Revisão e Síntese de Trabalhos de Pesquisas Anteriores

Henry L. Gholz — University of Florida (US-PI)
Francisco DeAssis Oliveira — UFRA (SA-PI)

Objetivos





Os principais objetivos desta proposta são:





  • Revisar e sintetizar trabalhos anteriores

    sobre bolsões de N e P e padrões dos ciclos nas florestas e cerrados da Amazônia;

  • Revisar e sintetizar trabalhos

    anteriores sobre mudanças na dinâmica do N e P causadas pela conversão de

    florestas e cerrados em outros tipos de terra (por exemplo, pastagens,

    florestas secundárias após a derrubada das árvores, sistemas de agroflorestas,

    e campos de cultivo), e

  • Identificar as lacunas no estado atual

    de conhecimento e sugerir futuras direções para os trabalhos de pesquisa nesta

    área. Os últimos trinta anos testemunharam um desenvolvimento marcante na

    construção de estradas e colonização com o aval do governo na Bacia

    Amazônica,

    o que resultou no aumento da população e pressões crescentes sobre os recursos

    naturais.


Paralelamente a

esta colonização moderna da Amazônia, conseguiu-se reunir um razoável

conhecimento sobre a dinâmica dos nutrientes nas florestas da região e sobre os

efeitos das conversões de florestas no ciclo e armazenamento dos nutrientes. A

medida que a literatura se expande, torna-se cada vez mais necessário compilar

e sintetizar estes resultados de modo a prover aos pesquisadores e gerentes de

pesquisa com uma referência concisa destes trabalhos anteriores (a maior parte

deles está em português), identificar lacunas no conhecimento e novas direções

de pesquisas, bem como prover o governo, proprietários de terras e gerentes de

terras com informações pertinentes sobre os efeitos ecológicos de mudanças no

uso de terra nesta região.



A conversão

desenfreada de florestas em outros tipos de solos na Bacia Amazônica é

inevitável, especialmente em áreas próximas aos rios principais, estradas e

cidades. Assim, é essencial considerar os impactos a longo prazo da conversão

de florestas sobre ao bolsões de nutrientes e taxas no ciclo dos mesmos para se

atingir um melhor entendimento dos limites a produtividade de áreas das quais

as florestas foram removidas. N e P são dois elementos particularmente

importantes, pois a disponibilidade para a tomada pelas plantas é julgada fator

limitante na produção primária (ou taxas de fixação de carbono) de ecossistemas

com solos Oxisol e Ultisol, bastante expostos a erosão, e que cobrem a maioria

da Bacia Amazônica.



Propomos

produzir ao menos um trabalho de revisão apropriado para publicação na revista

Ecological Applications. Ainda não é

claro se mais de uma publicação será autorizada, embora os três objetivos do

projetos são condicentes para tal, e se o volume do material sintetizado nas

três sub-áreas será suficiente. As publicações serão também em português para

disseminação e uso de instituições brasileiras. Adicionalmente, publicaremos os

resultados, parcialmente ou em sua totalidade, nos resumos da NASA/LBA conforme

apropriado e cederemos os resultados para os conjuntos de dados da NASA/LBA (DIS do

LBA-Ecologia). 



Equipes Científicas





Esta literatura revisa e analisa os

trabalhos que serão desenvolvidos em uma cooperação internacional entre

cientistas dos EUA, Brasil e Canadá. Os três Cientistas do Projeto possuem

material bibliográfico de uma variedade de fontes e países, e em várias

línguas. Os cientistas trabalharam juntos de 1993 – 1996 na Estação de Pesquisa

de Curuá-Una (100 km ao leste de Santarém, PA) em um projeto que examinou as

mudanças induzidas por plantas na dinâmica dos nutrientes de solo, sob

condições de florestas nativas e em três campos de cultivo sob os auspícios do

USDA. Espera-se que o projeto proposto seja completado dentro de um ano.

Close Window