Fechar Janela

LC-03 Resumo

Sensoriamento Remoto com radar de Cobertura de Terra e Biomassa na Amazônia

Myron Craig Dobson — University of Michigan (US-PI)
Joao Vianei Soares — INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (SA-PI)

Objetivos





Esta proposta está no contexto de três

áreas temáticas do LBA: 1) Mudanças de cobertura e Uso de Terra, 2) Dinâmica do

Carbono, e 3) Fluxos de Gases traços e fará uso de dados de sensoriamento

remoto, observações e medidas de campo e dados GIS. Nossos objetivos

específicos que devem ser atingidos, usando dados de imagens por radar, são:





  • produzir classificações de cobertura

    de terra na bacia Amazônica;

  • colaborar no mapeamento (extensão e

    duração) de superfícies inundadas;

  • estimar a biomassa acima do solo

  • colaborar nas estimativas de bolsões

    de carbono biótico.




Um classificador

protótipo usando compósitos ortorretificados de dados  ERS e JERS SAR já foi desenvolvido e testado em vários Sítios de

Pesquisa Ecológica de longo Prazo do NSF e em um ao oeste de Manaus dentro da

floresta úmida tropical. Simulações (usando dados SIR-C) mostraram que o

classificador pode ser prontamente adaptado para uso da banda C e canal

polarizado hh do Radarsat. Um grande número de polígonos será necessário para

fazer o inventário de validação do classificador.





Algoritmos

protótipos de biomassa têm sido também desenvolvidos e testados usando dados

adquiridos pelo SIR-C e necessitam somente de refinamentos e validação para os

tipos de florestas tropicais. Os resultados ortorretificados serão expressos

como mapas digitais temáticos e colocados no DIS do LBA.





O tópico de

escalamento espacial será explicitamente tratado dentro de uma sub-amostra de

sítios em florestas primárias e de crescimento secundário do LBA, via uma

abordagem aninhada, usando dados de alta resolução espacial (por exemplo,

SIR-C/X-SAR ou SAR obtido de aviões se e quando disponívies) e dados orbitais

de baixa resolução (por exemplo, ERS/JERS/Radarsat em total resolução e também

degradado para 100 m de resolução). Os dados de JERS e de Radarsat foram

adquiridos durante dois períodos de amostragem em 1996. Estes resultados serão

cascateados em produtos gerados com resolução de 100m para os principais cortes

de amostragem do LBA (durante os primeiros três anos) e para bacia como um todo

(após os três primeiros anos).





O domínio

temporal será também explicitamente tratado. Compósitos para as estações seca e

chuvosa serão usados para avaliar 1) extensão das inundações, e 2) mudanças na

cobertura de terra durante um período de 6 meses (nominalmente para 1996). Além

disso, espera-se que a futura disponibilidade dos dados Light SAR e/ou PALSAR

(previsto para o período 2000 a 2002) possa criar a oportunidade de avaliação

das mudanças em escala decadal.





Os esforços

sendo feitos em sensoriamento remoto serão apoiados por atividades de campo no

sentido de ajudar a definir uma rede conhecida de polígonos de cobertura de

terra, usados para a avaliação da classificação. Esta rede poderia ser usada

também para biometria de tipos de coberturas de terras (florestas primárias e

de crescimento secundário, etc.) para validação de algoritmos de recuperação de

biomassa/carbono. O projeto envolve cientistas da área de sensoriamento remoto,

engenheiros eletrônicos e biólogos, com a participação de colegas

brasileiros. 





 





Responsabilidades da Equipe Científica





  • Craig Dobson: Classificação de

    cobertura de terras e algoritmos de biomassa

  • Fawwaz Ulaby: Atributos texturais

    usando espalhamento SAR

  • Leland Pierce: Processamento de

    imagens

  • Robyn Burnham: Crescimento secundário

    de florestas tropicais, biometria e experimentos de campo

  • João Soares: Mecanismos de

    retro-espalhamento e implementação de um processador biogefísico final no INPE

  • Dalton Valeriano: Inventários de

    cobertura de terra e biometria

  • Giafranco DiGrandi: ERS SAR

  • Estudantes: Hua Xie e outro estudante

    da região Amazônica – Universidade de Michigan




 





Atividades





Classificação de Cobertura de Terra











  1. Determinação das classes de cobertura

    de terra ( 1998)





  2. Definição,

    localização, treinamento de

    rotulagem e testes de tipos e coberturas em polígonos dentro de florestas

    primárias e de crescimento secundário ao longo dos cortes de amostragem (1998)





  3. Classificações anuais em alta

    resolução (SIR-C/X-SAR e ERS /JERS/Radarsat em resolução total) e em baixa

    resolução (100m) (1999)





  4. Verificação das classificações (1999)





  5. Classificaçao final dos cortes de

    amostragem do LBA, inserção no LBA/DIS (2000)





  6. Produtos derivados


       

    Distúrbios/mapeamento das mudanças

    (inundações, abertura de clareiras, corte seletivo de madeiras, conversões de

    florestas).







Biomassa









  1.  

    Definição, localização e medidas biométricas

    para treinamento e testes de populações de várias classes de cobertura de terra

    (1998)







  2. Estimativas iniciais de biomassa em

    florestas primárias e de crescimento secundário (1999)





  3. Verificação das avaliações de biomassa

    acima do solo (1999)





  4. Aplicação dos algoritmos finais ao

    cortes de amostragem , inserção de produtos no LBA/DIS (2000)







  5. Geração de produtos derivados


      - 

    Avaliação de bolsões de carbono







 





Data

da última avaliação
: 18 de maio de 1998

Close Window